António Costa e Vieira da Silva apresentam novo simulador de pensões


Já amanhã, quarta-feira 9 de maio, o Governo socialista vai disponibilizar aos cidadãos o novo simulador de pensões da Segurança Social.

A nova plataforma online, que permitirá conhecer antecipadamente o valor de reforma futura e qual a data de aposentação, será apresentada pelo primeiro-ministro, António Costa, e pelo ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, no Instituto de Informática, em Lisboa, no Dia da Segurança Social.
A nova ferramenta estará disponível na Segurança Social Direta a partir das 00h00 de amanhã.
No portal e no Youtube do Executivo bem como no Twitter do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social será ainda publicado um vídeo com Vieira da Silva a explicar como funciona o novo simulador.
Para aceder ao simulador de pensões será preciso estar registado na Segurança Social Direta ou autenticar-se com o cartão do cidadão ou através da chave móvel digital.
O simulador permite estimar o valor da pensão de velhice ou de invalidez do regime geral da Segurança Social, não estando disponível para quem desconta para a Caixa Geral de Aposentações (função pública) nem para regimes especiais ou para quem tem descontos no estrangeiro.
Para simular o valor da pensão, o sistema baseia-se em toda a carreira contributiva registada na Segurança Social até ao momento (no mínimo terá de ter 15 anos de descontos) e, para os anos da projeção, tem em conta uma inflação de 0,5% por ano e um crescimento real dos salários de 0,5%, considerando ainda as penalizações e bonificações correspondentes a cada caso concreto.

Simular para decidir melhor
Ao entrar na Segurança Social Direta, o utilizador terá duas opções, sendo a primeira a “simulação automática”, em que basta clicar para saber qual a idade com que se vai reformar e o valor da pensão sem penalizações (ou seja aos 66 anos e 4 meses este ano), e a “simulação à medida”, onde pode alterar alguns parâmetros.
Esta última opção permite ainda calcular a pensão para os desempregados de longa duração, que têm regras diferentes, ou para profissões com limite de idade, como é o caso dos pilotos (65 anos).
O montante da pensão futura é uma estimativa, não fixando um valor vinculativo, e será apresentado em valores brutos, ou seja, sem contar com os impostos a aplicar (IRS).
Trata-se, conforme explicou a tutela, de proporcionar através deste novo simulador uma “ideia próxima do valor da pensão futura”, tendo em conta a data da reforma, o que poderá facilitar a tomada de decisões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *