Investimento contínuo das empresas «é o maior sinal de confiança» na economia portuguesa


O Primeiro-Ministro António Costa afirmou que o facto de as empresas continuarem a investir e de confiarem que vão aumentar as exportações «é o maior sinal de confiança» que a economia portuguesa pode ter.
Em Corroios, no final de uma visita a uma fábrica da Siemens, o Primeiro-Ministro destacou o exemplo da empresa alemã que está a aumentar a sua produção em 60% para poder aumentar as suas exportações de 85% para 92%, além da contratação prevista de 102 trabalhadores.
António Costa destacou que esta empresa continua a investir «apesar do abrandamento da economia internacional», prevendo também o investimento de 25 milhões de euros e a contratação de 300 engenheiros para alargar os seus centros de competência em matéria digital.
«Não parámos de crescer, continuámos a crescer», sublinhou o Primeiro-Ministro, durante uma visita que também contou com a presença do Ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira.

Investimento da Siemens em Portugal
A fábrica da Siemens de Corroios vai contratar 102 trabalhadores, duplicando o número de colaboradores e aumentando a capacidade de produção em 60%.
A empresa alemã está a investir na digitalização de alguns dos sistemas logísticos e operacionais e pretende aumentar a capacidade de produção de cerca de 2000 quadros elétricos anuais para 3200.
Nos últimos cinco anos, a unidade exportou para 56 países nos cinco continentes, sendo que perto de 85% da produção é vendida fora de Portugal, num total de 123 milhões de euros em exportações em 2018.
A Siemens está em Portugal há 113 anos e emprega atualmente praticamente 2500 pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *