Governo: Remodelação com aposta na nova geração e com a menor descontinuidade possível


O primeiro-ministro afirmou hoje que a remodelação agora operada do Governo visou apostar numa nova geração do PS já com experiência executiva e com a menor descontinuidade possível na execução do programa do executivo.

Esta posição foi assumida por António Costa no Palácio de Belém, após o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, ter dado posse aos novos ministros da Presidência, Mariana Vieira da Silva, das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, e do Planeamento, Nelson de Sousa, bem como aos respetivos secretários de Estado.

De acordo com o líder do executivo, procurou-se que as mudanças efetuadas, resultantes das candidaturas dos ex-ministros Pedro Marques e Maria Manuela Leitão Marques ao Parlamento Europeu, pelo PS, causassem “o mínimo de descontinuidade nas atividades” do Governo.

“É também a demonstração de que o PS conta com uma nova geração e que não precisa de repetir as mesmas caras eleições após eleições, mandatos após mandatos. Felizmente, temos bons recursos que nos permitem assegurar um rejuvenescimento nesta continuidade, o que é importante para o país”, declarou, numa alusão a dois dos três novos ministros Pedro Nuno Santos e Mariana Vieira da Silva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *