Governo abre concurso para 200 guardas-florestais da GNR


O Governo abriu hoje o concurso para a contratação de 200 guardas-florestais da Guarda Nacional Republicana, segundo um despacho publicado em Diário da República

O concurso para o ingresso na carreira de categoria de guarda-florestal da GNR vai decorrer nos próximos dez dias, refere o despacho, especificando que se trata de um recrutamento externo de 200 efetivos para reforço das equipas florestas por parte da Guarda Nacional Republicana.

Segundo o estatuto da carreira dos guardas florestais, estes profissionais integram a missão da GNR, através do Serviço de Proteção da Natureza e Ambiente (SEPNA) enquanto polícia ambiental, exercendo funções nas áreas florestal, de caça e pesca.

Uma das funções dos guardas florestais, no âmbito florestal, passa pela participação na defesa da floresta contra fogos, em especial na investigação das causas de incêndios florestais.

O ingresso na carreira de guarda-florestal da GNR é feito na categoria de guarda-florestal e determina a frequência, com aproveitamento, de um curso de formação específico, a realizar durante o período experimental com a duração de 180 dias, refere o documento.

De acordo com o despacho, os distritos que vão receber mais novos guardas florestais são Santarém (27), Beja (23), Bragança (23), Castelo Branco (20) a Setúbal (20).

Atualmente há 307 guardas-florestais em Portugal, 130 dos quais no Norte, que é a região onde se concentram mais efetivos.

Desde 2006 que não era aberto qualquer concurso de admissão para a carreira de guarda-florestal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *