Serviço Nacional de Saúde atingiu máximo de trabalhadores em 2018


A Ministra da Saúde, Marta Temido, afirmou que o Serviço Nacional de Saúde atingiu o maior número de trabalhadores da sua história em 2018, com 128445.

Na Assembleia da República, em Lisboa, a Ministra salientou que o SNS ganhou 8800 trabalhadores desde novembro de 2015: 1850 médicos especialistas, 4000 enfermeiros e 540 técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica.

«O Serviço Nacional de Saúde tem hoje mais efetivos nestes três grupos profissionais do que tinha em dezembro de 2010, antes do início do Programa de Assistência Económica e Financeira», acrescentou.

Marta Temido referiu que o Governo sabe que tem trabalho pela frente e que a proposta da nova Lei de Bases da Saúde está focada no essencial: as pessoas. «A prioridade às pessoas e as políticas de Saúde centradas nas pessoas, as pessoas que fazem o SNS, os seus recursos humanos, e as pessoas que justificam a existência do SNS, os seus utentes», disse.

A Ministra enumerou também os objetivos de melhorar o cumprimento dos tempos máximos de resposta garantidos no Serviço Nacional de Saúde, e de melhorar a eficiência e gestão. «É, seguramente, a melhor forma de proteger os mais frágeis», referiu.

Marta Temido disse ainda que o Governo vai realizar em março protocolos de autorregulação com a indústria para a redução de sal, açúcar e gorduras trans em alguns alimentos. «Trabalhámos e continuamos a trabalhar na promoção de estilos de vida saudáveis, na certeza de que este é, no longo prazo, um dos melhores investimentos para a redução da mortalidade prematura e o aumento da esperança de vida saudável aos 65 anos», acrescentou.

«Acreditamos na saúde em todas as políticas e no compromisso de todos os agentes sociais e económicos», sublinhou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *