Idai: Primeiro de dois C-130 portugueses com apoio parte hoje para Moçambique


Uma força de reação rápida portuguesa constituída por 35 militares, uma equipa cinotécnica e médicos parte hoje de Lisboa, a bordo de um avião C-130, para apoiar as operações em Moçambique, após a passagem do ciclone Idai.
O anúncio foi feito hoje, em Lisboa, pelo ministro dos Negócios Estrangeiros (MNE), Augusto Santos Silva, em declarações aos jornalistas, tendo acrescentado que um segundo avião C-130 português estará em condições de voar para Moçambique a partir de quinta-feira, com mais equipas de apoio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *