«Criar condições para que todos tenham direito ao trabalho»


O Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva, destacou a «questão fundamental» de «criar condições para que todos tenham direito ao trabalho», em Cascais, durante a 4.ª Conferência de Ministros do Emprego e Trabalho da União para o Mediterrâneo.
Vieira da Silva sublinhou a importância de «valorizar os recursos humanos» e reiterou, em declarações aos jornalistas, que o Governo «tem de garantir o acesso ao mercado de trabalho para todos as gerações».
«Há poucos anos, quando Portugal atingiu taxas de desemprego muito elevadas, um dos receios mais significativos que existia era de que aquelas pessoas que tinham saído do mercado do trabalho teriam muita dificuldade em regressar», acrescentou.
O Ministro realçou que «o mercado de trabalho português conseguiu ter capacidade para integrar pessoas já não tão jovens».
Durante a abertura da conferência que também contou com a presença do Primeiro-Ministro António Costa, Vieira da Silva sublinhou que «há competências que os trabalhadores menos jovens adquiriram em décadas que não são possíveis de serem menosprezadas ou desvalorizadas de forma simplista». «Precisámos e precisamos muito das competências daquelas que as adquiriram ao longo de muitos anos», disse.
O Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social referiu ainda que a conferência que decorre em Cascais, sob o lema «Empregos, Competências e Oportunidades para Todos», constitui «uma oportunidade para valorizar uma agenda com muitos pontos comuns entre os países», sobretudo na construção e manutenção de laços entre os países para criar mais oportunidades de emprego digno e estável.
A União para o Mediterrâneo, criada em 2008, é uma organização intergovernamental que reúne os 28 Estados-membros da União Europeia e os 15 países da margem sul e oriental do Mediterrâneo para promover o diálogo e a cooperação, sendo atualmente copresidida pela Comissão Europeia e pela Jordânia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *