PS recorda “coragem e genrosidade” de António Manuel Arnault


O PS manifestou hoje “profundo pesar” pela morte de António Manuel Arnaut, filho do fundador do Serviço Nacional de Saúde António Arnaud, recordando a sua generosidade e a paixão com que enfrentava as causas.

“Acoragem a e generosidade de António Manuel Arnaut — bem patentes na forma como enfrentou as adversidades que marcaram a última fase da sua vida — constituirão traços indeléveis na memória de todos os que tiveram a felicidade de o conhecer”, refere uma nota de pesar dos socialistas pelo falecimento do membro da Comissão Política Nacional do partido.

Segundo o PS, o filho do fundador do SNS era “alguém profundamente livre e que se entregava apaixonadamente às causas em que acreditava e aos valores da Democracia, que praticava em toda a sua ação quotidiana, como político e como cidadão”.

O PS envia ainda condolências à família de António Manuel Arnaut, que morreu hoje em Coimbra, aos 59 anos, vítima de doença, segundo outra fonte do PS.

António Manuel Arnaut, que estava doente há já algum tempo, morreu menos de um ano após o desaparecimento do pai.

O advogado, militante do PS e membro da comissão nacional dos socialistas, esteve na origem do Observatório de Saúde António Arnaut, criado em janeiro e que visa defender e apoiar a modernização e a sustentabilidade do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *