Mariana Vieira da Silva diz ser ministra por “convite” de Costa


Foi a própria quem o disse, esta segunda-feira, aos jornalistas.

Apolémica teia de ligações familiares dentro do PS e do Governo continua a dar que falar.

Mariana Vieira da Silva, uma das visadas na controvérsia em causa, foi questionada pelos jornalistas a este propósito e recusou que o seu grau de parentesco para com o ministro da Segurança Social seja relevante.

“O primeiro-ministro convidou-me, em 2015, para fazer parte deste Governo”, disse a ministra da Presidência, acrescentando que resolveu aceitar a proposta por considerar que na “continuidade do trabalho que tinha feito com ele [António Costa] no programa do Governo podia ajudar o primeiro-ministro e servir o país”.

Quase quatro anos volvidos, lembrou a ministra, o Chefe do Executivo “renovou o convite para outro cargo”. “E eu resolvi aceitar”, firmou, recusando que o cargo que ocupa esteja de alguma forma ligado ao seu pai, o ministro Vieira da Silva.

[ PATRÍCIA MARTINS CARVALHO ]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *