Ministro da Defesa deseja «feitos dignos de memória» a militares que vão combater terrorismo no Iraque


O Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, despediu-se do contingente que partiu para o Iraque no âmbito da missão Inherent Resolve, da Coligação Internacional contra o Estado Islâmico, tendo desejado aos militares que a compõem «feitos dignos de memória».
Na cerimónia realizada na da Base Aérea do Montijo, o Ministro disse que «estas cerimónias permitem reafirmar o compromisso do País com os seus militares» e «oferecem a todos os presentes a oportunidade de comunicar aos portugueses a dedicação que as nossas mulheres e homens demonstram nos mais diferentes teatros operacionais».
A força composta por 30 militares e aprontada pela Brigada Mecanizada é o 10.º contingente que Portugal envia para Operação Inherent Resolve. «Desde 2015, mantemos o compromisso de contribuir para a estabilização do Iraque, capacitando as suas Forças Armadas e de Segurança no combate ao terrorismo e em particular ao» Estado Islâmico, disse João Gomes Cravinho. 
«Os avanços nesta matéria são graduais, mas são palpáveis; contudo, tendo em conta a volatilidade na região, continua a ser necessária toda a persistência, determinação, e o profissionalismo de que são capazes», acrescentou. 
Recordando a visita efetuada em julho à Força Nacional Destacada em Besmaya, no Iraque, o Ministro destacou o impacto das forças portugueses na formação e treino das Forças Armadas e de Segurança Iraquianas, sublinhando a diversidade de valências, o elevado grau de especialização e a flexibilidade dos militares portugueses.
«Verifiquei no terreno que o trabalho dos portugueses é extremamente valioso, de grande profissionalismo, exigente e com consequências. Cada mês que lá estão é um mês em que os iraquianos estão mais treinados, mais capazes de assumir eles próprios as suas responsabilidades pela paz e segurança do seu território», afirmou.
Gomes Cravinho agradeceu ainda aos familiares e amigos dos militares, pelo seu apoio incondicional, que é extremamente valioso, e deixou uma palavra de encorajamento ao comandante da Força, o Major Sérgio Capelo, e aos militares que compõem a Força: «desejo-vos a todos feitos dignos de memória, nesta passagem pelo Iraque».

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *