Secção do Partido Socialista PS em Münster


No dia 8.12.2007 os cidadãos abaixo designados e identificados reuniram-se na Sala de reuniões do Conselho de Estrangeiros em  Münster, depois de terem debatido e analisado a situação político-social, em Portugal e  na Alemanha, muito especial sobre a Comunidade Portuguesa em Münster, resolveram por unanimidade, solicitar aos orgãos nacionais do Partido Socialista a criação de uma estrutura de base da Secção de residência na cidade de Münster Alemanha.

Para tanto, os cidadãos já inscritos no Partido Socialista como militantes, Alfredo Cardoso, António Machado, Manuel Costa, Nelson Rodrigues, António Pequenão, Ricardo Campos Manuel Costa Moreira, Valdemar Silva, José Vicente, António Guerreiro, Joaquim Ribeiro, José Manuel Saborosa, Pedro Campos, Guida Susana Muxagata, Catarina Cardoso, Denis Cardoso – declararam ser da sua vontade e convicção e com transparência, fazer parte da Secção do Partido Socialista em Münster. Deste modo, decidiram aderir a esta Secção, pelo que preencheram as respectivas fichas de adesão, sendo estas assinadas como proponentes por um, dos já indicados militantes, de acordo com os actuais estatutos.

Os fundadores da Secção em Münster (Alemanha)

 

Mais decidiram, nomear os nomes dos compatriotas respectivamente, como Coordenador, Secretário e Vogal Constituinte, desta futura Secção. Os quais declararam que, assumem o compromisso de procederem a eleições para o Secretariado de acordo com os regulamentos, logo que a estrutura seja aprovada e tenha existência legal.

 

Ainda, decidiram que estes elementos, sejam os únicos interlocutores entre os orgãos nacionais do Partido Socialista, e os restantes signatários desta acta, nomeadamente na recepção e expedição de toda a correspondência, assim como junto do SPD Alemão, sendo para todos os efeitos seus representantes para assuntos partidários.

Todos os presentes e signatários desta acta, declararam ainda que, respeitam o estipulado dos Estatutos e demais regulamentos internos do Partido Socialista. Como prova de que o aqui mencionado, é prova documental do que se passou este documento, foi assinado pelos  os presentes.